O que fazer em Capitólio - Passeios (dia 1) 2/4
América | Brasil | Minas Gerais | Roteiros

O que fazer em Capitólio – Passeios (dia 1) 2/4

Oi mundo!

Mais uma semana falando de Capitólio! Hoje vamos falar sobre o que fazer em Capitólio. Uhul! Só para vocês lembrarem do que eu tô falando:

DCIM110GOPRO
Capitólio, MG (abril/2016)

 

E, para quem não tem ideia do que seja isso, Capitólio fica em Minas Gerais e é famoso por seus grandes Canyons. A cidade fica à beira do Lago de Furnas. Fica a quase 400km de Belo Horizonte. Se você não tem ideia de porque eu estou falando tudo isso, clique aqui antes de continuar o post.

Essa é a segunda de uma série de quatro,na seguinte ordem:
  1. Viagem e hospedagem;
  2. Passeios (dia 1);
  3. Passeios (dia 2);
  4. Comida e cidade.

Chega até ser um tanto quanto injusto falar dos passeios em Capitólio. Foram os mais difíceis de escolher e pode ser que eu seja injusta com algum dos lugares que deixei passar. Mas, como vocês sabem – mas não custa relembrar – que todo o texto é baseado unicamente em minha experiência.

Vou começar a falar dos lugares hoje e terminar na semana que vem pelo motivo de: vocês iam dormir de tanta coisa. Resolvi dividir os passeio pelo dia que fomos.

Então, antes de contar sobre os lugares que conheci, eu vou explicar mais ou menos a dinâmica dos passeios locais. Como vocês sabem a cidade é localizada na beira do Lago de Furnas, o que claro, faz com que haja diversas cachoeiras na região. Praticamente todas são espaços particulares e consequentemente pagam para entrar. As mais famosas contam com hotel, espaço de camping e/ou pousada o que faz com que você tenha cesso livre ao local específico. Mas, como eu falei no post anterior, isso vai fazer com que você fique um tanto quanto preso aquele lugar e agora eu vou explicar porque: 1-tudo é bem longe! MESMO (o que significa que suas refeições todas terão que ser feitas no local e em qualquer tipo de emergência a cidade está há pelo menos 30min) 2-para explorar outro lugar você terá que pagar também 3- As diárias normalmente são mais caras. Mas como eu estava falando, lugares particular pagam para entrar e o valor passa longe do barato (já vou falar sobre eles).

Aqui em baixo vou descrever o meu roteiro e falar dos lugares que eu conheci no primeiro dia. Nessa programação vocês também poderão entender quanto tempo eu levei em cada um dos lugares.

9h – Passeio de lancha.

Compramos o passeio um dia antes, na Ponte do Rio Turvo. É nesse mesmo lugar que saem os passeios. Além da lancha também é possível fazer o passeio de Chalana, que é mais barato, mas passa em menos lugares. Se você puder pagar faça o passeio vale a experiência. Também havia a opção de comprar o passeio de lancha no hotel que ficamos, mas preferimos ir até lá para conhecer previamente o local. Os passeios de lancha não variam e quando fomos não havia diferença de valores,tem duração de 2 horas. Preste atenção se a lancha que você está alugando possui coletes salva vidas. Ele é obrigatório em todas as paradas no momento de mergulhar. As paradas foram em:

  • Vale dos Tucanos
  • Cachoeira da Cascatinha*
  • Canyons/ Lago de Furnas
  • Lagoa Azul*

*Ambos tem a possibilidade de chegar por terra no esquema espaço particular que paga para entrar. Atenção com a Lagoa Azul: há um bar flutuante e uma parada de uns 20min. Existe a possibilidade de pagar R$ 20 reais para subir para as lagoas em cima, ao não ser que você queira ficar lá e depois dar um jeito de voltar até a Ponte do Rio Turvo para pegar seu carro (pouco mais de 5km), não pague para subir, o tempo é curto e você quase não vai aproveitar. Não subimos e nem fomos até a Lagoa Azul depois por terra. Almoçamos lá no primeiro dia (mas esse é assunto de próximo post).

Informações técnicas: Valor do passeio de Lancha (em abri/2016-feriado) R$70 por pessoa. Passeio de Chalana (mesma data) R$ 35 por pessoa. Há várias opções, todas custam o mesmo valor e fazem exatamente o mesmo roteiro.

11h – Canyons.

Um pouco depois da Ponte do Rio Turvo, (já perceberam que é a maior referencia né? Sempre se informe se é antes ou depois da Ponte) há a entrada para ver os Canyons de cima. Uma das vistas mais lindas da minha vida e melhor ainda: de graça! Pare o carro no local da estrada onde tiver vários outros carros estacionados, em uma curva grande. Desça e vá caminhando pela trilha. É bem perto, menos de 5min de caminhada. Tire fotos lindas e aproveite o visual

DCIM110GOPRO
Capitólio, MG (abril/2016)

 

 

Depois disso, volte e pegue uma pequena trilha do lado esquerdo. São menos de 10min andando em descida e você vai poder pisar no riacho onde vem a água que produz a maior queda da região. O que estamos chamando de Canyons. Aproveite as pedras para tirar fotos incríveis e se tiver coragem, mergulhe na água fria! TIPO, MUITO FRIA. Perdemos em torno de 1h30 ali, talvez um pouco mais do que isso. Ao não ser que você resolva montar acampamento na cachoeira, esse é o tempo suficiente para conhecer o local com tranquilidade. Não precisa programar mais do que isso.

Almoço

14h – Trilha do Sol.

Custa R$ 30 reais por pessoa para entrar e inclui somente a caminhada e acesso as cachoeiras do local.

O local é lindo! Tem várias trilhas e cachoeira incríveis! Fizemos as três mais conhecidas:

  • Cachoeira do Grito
  • Cachoeira do Poço Dourado
  • Poço Dourado

Minha opinião: indispensável! O lugar é bem organizado, há placas por todo o trajeto de trilhas. A manutenção e a estrutura são bem ótimas. As cachoeiras não ficam absurdamente longe e as trilhas não tem nível de dificuldade alto. Pequenos trechos e subidas e descidas ingrimes, mas quase sempre plano.

Existiam outras trilhas que não fizemos pois já estava ficando tarde e estávamos bem cansados depois desse dia mega cheio! Ficamos até por volta de 17h ou um pouco mais por  lá. Se você está indo com tempo, vale o dia todo no lugar. Há um restaurante e como eu já falei, a estrutura é bem boa! Caso esteja com o roteiro mais apertado (tipo eu e Bruno), dá para aproveitar com meio período do dia também, não reserve menos tempo que isso!

Para saber mais sobre a Tilha do Sol, acesse o site oficial.

Dicas importantes:

  • leve uma mochila com o mínimo de coisas possíveis para não pesar
  • água! muita!
  • na trilha, vá de tênia (se der, coloque um chinelo na mochila)
  • tenha um lanche na mochila, o restaurante pode estar longe demais!

Ufa quanta coisa gente! Espero que esteja ajudando, esteja empolgando que que vocês se animem para conhecer esse paraíso lindo! Semana que vem eu conto o segundo dia dos passeios! 🙂

Se já foi e tem alguma dica sobre o que fazer em Capitólio, conta nos comentários. Se foi depois dessas dicas me conta também!

Quer saber mais sobre Minas Gerais? Acesse esse link e aproveite o melhor estado do Brasil!

Similar Posts

Inscreva-se
Notifique-me sobre
guest
5 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Feedbacks em linha
Ver todos os comentários
trackback

[…] Passeios (dia 1); […]

trackback

[…] Passeios (dia 1) […]

trackback

[…] Passeios (dia 01)  […]

Suelen Aparecida Santos da Costa
Suelen Aparecida Santos da Costa
3 anos atrás

Estou amandooo as dicas, estão sendo mto úteis . Mto obrigada bjoss