fbpx

As 5 coisas que mais gostamos na Irlanda (e as 5 que a gente não gosta tanto)

Foi em 7 de setembro de 2018 que a gente desembarcou na Ilha Esmeralda com umas malas e coração cheio de sonhos. Um dia bem simbólico para sair da sua terra natal e começar a vida do outro lado do Oceano Atlântico. Depois de quase 8 meses de risos, momentos, decepções e perrengues a gente já se sente à vontade para falar das 5 coisas que mais gostamos na Irlanda (e as 5 que não gostamos tanto). Se você não tem ideia de como chegamos aqui, pare esse post por enquanto e leia esse outro aqui. Vem com a gente?

Das coisas que a gente gosta:

1- Segurança

Sabe aquela sensação que temos na maior parte do Brasil de que se seu celular estiver na mão ele vai ser roubado a qualquer momento? Pois é, não temos essa sensação aqui. Apesar da criminalidade em Dublin estar crescendo a cada dia (principalmente com imigrantes) o país ainda é muito seguro.

2- Áreas verdes

Não à toa a Irlanda tem o apelido carinhoso de “Ilha Esmeralda”. As áreas verdes no país estão por toda parte, mas é muito legal ver como as pessoas as aproveitam dentro da cidade. Em Dublin há dezenas de parques com jardins, playgrounds, área de piquenique, lago, etc. E eles são sempre movimentados com pessoas caminhando, aproveitando o sol (quando tem), almoçando, levando as crianças para brincar. Tudo gratuito, limpo e organizado.

Phoenix Park e seus mais de 7km² de área verde

3- Facilidade de Viajar (dentro e fora do país)

A gente viajou para Londres por €50 para os dois ida e volta num fim de semana. Mas dá para encontrar passagens para outros destinos por €10 ida e volta em alguns casos. Já dentro da Irlanda, atravessar o país leva em torno de 2h30 e €30 de trem por pessoa. Passamos o Natal de 2018 em Galway, e você pode conferir nossa série de posts sobre o lugar clicando aqui.

Os famosos Cliffs Of Moher, em Galway

4- Transporte Público

Quando chegamos ficamos extremamente encantados com os painéis que diz em tempo real em quanto tempo o ônibus vai passar. Depois descobrimos que além desses painéis (que normalmente só existem em pontos com grande movimentação de pessoas) os ônibus de Dublin contavam com um aplicativo que também te diz em tempo real, em qualquer ponto, em quanto tempo o ônibus vai passar. Isso também funciona para o Luas (trem elétrico metropolitano) e o DART (trem de trilho normal que vai para lugares mais afastados da cidade).

Dublin Bus

Fora a parte tecnológica, a situação dos carros é impecável sempre. Não tem ar condicionado/ou quente quebrado, não tem banco rasgado ou com o assento solto, o ônibus quase não quebra, é limpo. Absolutamente todos eles são adaptados para pessoas com dificuldade de locomoção de qualquer tipo. E um bônus: alguns deles tem entrada USB para carregar o celular.

5- Educação das pessoas

Você vai escutar “sorry”(desculpa em inglês) pelo menos 10 vezes durante o seu primeiro dia em Dublin. As pessoas pedem sorry para tudo! Até para te pedir licença é “sorry”. Os irlandeses costumam ser simpáticos e receptivos. Eles são bem acostumados a receber pessoas de toda parte do mundo (com inglês bem ruim em alguns casos) e são super pacientes para te entender e te ajudar a se comunicar (claro que a gente está falando do geral, porque sempre há um ou dois pontos fora da curva).

giphy.com

Bônus (sim, tem muita coisa boa na Irlanda): Salário alto

A Irlanda tem um dos salários mínimo mais altos da Europa. Hoje (2019) a hora mínima para trabalhar é de €9,80. Na vida real isso não faz tanta diferença porque o custo de vida na cidade é proporcional ao salário, mas se pensar em trabalhar um tempo para juntar dinheiro para levar para outro país da Europa ou mesmo para o Brasil vale muito à pena.

Das coisas que a gente odeia não gosta tanto

1- Transporte Público

Não você não está lendo errado! rsrs A gente tem sim uma relação de amor ódio com o transporte público de Dublin. Depois de todo deslumbre com as tecnologias e as boas condições de conservação, percebemos que haviam alguns problemas.

Dentre eles estão as linhas, elas normalmente vão para o centro. As vezes você tem que ir até o centro para pegar um ônibus para um bairro ao lado do seu porque não há ônibus direto. Sem falar que o ônibus não funciona 24 horas. Terminando na maioria das vezes próximo de 23h. Então, se quiser voltar para casa depois da balada, talvez tenha que recorrer ao taxi mesmo.

2- Clima

Cinza na maior parte do tempo. Mesmo você não gostando muito de sol (a gente também não gostava muito), mas ele faz muita muita diferença na sua vida! A chuva também pode incomodar muito, porque ela é fina, constante, gelada e normalmente acompanhada de vento.

De vem em quando a gente até vai à praia pegar um sol de casaco, calça e tênis.

3- Mercado Imobiliário

O preço dos aluguéis são cada vez mais insanos, no verão principalmente. Além dos preços altos, os imóveis são velhos e na maior parte das vezes em condições ruins (que definitivamente não vale o preço que você está pagando). Exatamente por esse motivo os intercambistas dividem quartos e casas com muita frequência.

4- Burocracia

A maior parte das burocracias governamentais podem ser resolvidas online (e isso deveria ser um ponto bom), só que os sites não são fáceis e sempre há diversas dúvidas!

Além de que, a parte de documentação provavelmente é uma das mais estressantes da vida do intercambista logo que ele chega na Irlanda. O mais frustrante é que quando você chega num órgão público, em alguns casos, a pessoa não sabe te responder, não tem a informação ou fica de má vontade para te ajudar.

Outro ponto negativo sobre as burocracias e documentos é que o estudante pode ser descontado até 20% de seu salário de acordo com a lei irlandesa. Mesmo trabalhando somente 20 horas por semana.

5- País Bucólico

Caso você more em uma grande cidade do Brasil, vai sentir Dublin uma pequena província do interior. Porque é assim que é, não só em Dublin mas em toda a Irlanda. Poucos eventos e poucos investimentos (principalmente durante o inverno). Caso você venha de uma cidade pequena, o clima é mais ou menos igual: todo mundo se conhece e se cumprimenta e a tradição reina sempre.

Você que já está em Dublin, acrescentaria algo em alguma das duas listas?

E, se ficou com alguma dúvida, entre em contato conosco nos comentários ou pelo email: [email protected]

 

Leave a Reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.